Review – War Thunder

Alguns dias atrás eu vi em um vídeo do youtube, para ser mais exato foi no “The Game Theorists“, caso você não conheço eu indico é um ótimo canal, sobre um jogo de sandbox com tanks. Esse jogo foi o Free-to-play War Thunder, as pessoas que acompanham meus posts ao longo do tempo sabem que eu raramente comento sobre Free-to-play ou jogos de simulação, mas esse especialmente me agradou.

War Thunder é um jogo sandbox de Tank, o jogador tem acesso a um tank inicial da nação escolhida no começo do jogo, a partir desse ponto através de várias partidas o jogador te acesso a novos tanques, munições e melhorias.
Uma coisa que eu devo afirmar é que o jogo é relativamente difícil, pois você pode dar mais de 100 tiros num tanque inimigo, mas se não pegar no lugar certo não vai destruí-lo, o que é bem semelhante a vida real. Afinal, são tanques.
As melhorias desse jogo fazem uma diferença significativas, ou seja, você ter um tanque simples equipado é melhor do que um tanque pesado sem nada. Vocês vão notar isso com o tempo, mas não se desanime se no começo não conseguir destruir nada, muitos jogos podem ser ganhos sem destruir um único tanque, pois sua equipe conseguiu segurar o ponto de controle.

Dicas:

Esse jogo não tem muita dificuldade técnica ou macetes, então vou dar algumas dicas gerais e da minha visão depois de algumas dezenas de horas.


– Equipamentos:
EUA
Como esse jogo segue a história de forma bem realística, os tanques americanos são feitos em massa, muito ágeis e com uma resistência risível.
Balística: Média
Resistência: Ruim
Velocidade: Excelente
Aviões: Média

URSS
Os tanques da URSS (Rússia Antiga) são médios, não tem uma qualidade boa, nem um armamento bom, nem são rápidos… médios…apenas…
Balística: Média
Resistência: Alta/Excelente (depende do tanque)
Velocidade: Média
Aviões: Média

AXIS
O Exo (antiga alemanha) é o top dos tanques na segunda guerra, verdadeiras fortalezas sobre rodas, mas infelizmente são lerdas igualmente.
Balística: Alta
Resistência: Alta
Velocidade: Ruim
Aviões: Média

JAPÃO
Não há tanques, mas tem vários aviões de altíssima qualidade.

INGLATERRA
Não há tanques, mas tem vários aviões de altíssima qualidade.


– Estratégias:
Esse jogo tem uma grande diferença entre o early, mid e late game. Pois o sistema de pareamento parece funcionar muito bem, o que quer dizer que até você ter um heavy tank, não vai aparecer esses bixos ridículos que comem light tank no café da manha. Não preciso nem falar dos Tank Destroer, vocês vão conhecer esses monstros e entender o porque muitos players jogam de URSS e AXIS. PS: EUA não tem eles.

No “começo” do jogo, sempre tenha um tanque com todos os upgrades, e decida bem seus alvos, isso vai determinar quanta destruição você vai causar.

O que determina se você vai voltar ou não para o jogo é o fato de você ter crew (equipes) ou não, eles são expansíveis até certo ponto.

Veja o tipo de tanque que você prefere mais, isso vai determinar sua missão no late game, pois os tanques mais poderosos são verdadeiras carroças, e esse jogo não é somente destruir inimigos.

Mesmo com Light Tank, você pode destruir os maiores tanques, a diferença é a janela onde você pode acertar.

Eu notei que depois de um tempo, posicionamento em campo é 90% do esquema desse jogo, principalmente, se você vai usar tanques mais pesados. Entretanto, no early game, mesmo com light tank é possível fazer uma grande diferença no jogo se você souber se posicionar, ou tomar pontos estratégicos. Um bom spot pode te gerar pelo menos 5 tanques inimigos destruídos, acredite isso é muita coisa.


Bom é isso que eu tinha para dizer, pelo menos é o que eu tenho na minha mente agora, se encontra algum macete novo ou coisa que valha a pena explicar eu atualizo, bom jogo e quem sabe nos encontramos no campo de batalha.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.