Review – Remember Me

Hoje temos um dos jogos mais esperados de 2013, junto com ele temos outros títulos como “The Last of Us” e “Watch Dogs”. Ele foi desenvolvido pela “Dotnod Entertainment” e publicado pela Capcom. Vou modificar um pouco o review porque o formato antigo não dava muito certo.

Antes de mais nada devo dizer que o “Remember Me” é um dos jogos mais legais os quais eu joguei, a história mostra uma possível realidade futura da humanidade, onde tudo será compartilhado incluindo suas próprias experiências e memórias. De qualquer forma, a mágica da história do jogo não é esse futuro, e sim, como a personagem que teve sua memória completamente (ou quase) apagada, e sua relação com pessoas as quais um dia ela conheceu.

O jogo também mostra que esse futuro criou uma série de complicações e doenças mentais devido as pessoas apagarem as memórias para não se lembrar de fatos. De qualquer forma, Nilin tem a habilidade para alterar as memórias das pessoas para elas pensarem que outras coisas ocorreram, o que parece bem estranho em sua mecânica.

A mecânica também é diferente aos dos outros games, os ataques são baseados em combos que são liberados com o passar do tempo quando a personagem vai se lembrando das memórias do passado dela. Alguns tem propriedades diferentes dos outros, alguns causam mais dano,  outros causam stun e outros curam ao acertar.

Os gráficos foram feitos baseados na engine Unreal 3, para as pessoas que não conhecem é uma engine tanto quanto antiga, a sua nova versão irá sair esse ano. Mesmo assim, os gráficos são muito bem feitos e parecidos com jogos com “Mirror Edge”, com cores vivas e cenários bem diferentes e únicos. O que leva a vontade de explorar o cenário inteiro e ver cada detalhe da cidade, infelizmente, como todo jogo linear isso não acontecer.

Minha conclusão é que “Remember Me” é um jogo muito divertido para poder jogar durante um tempo e ler todas as informações possíveis sobre esse mundo, devido a ser um cenário bem rico e diferente, mas provavelmente não é um jogo no qual você vai ter vontade de jogar novamente só para fazer algo diferente, sendo que nem sei se isso é possível, pois ao meu ver é um jogo bem linear.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.