Review – GTA V

Depois de vários meses esperando por esse jogo, pessoas tomando remédios para controle de raiva toda vez que saia um pôster ou um vídeo. Desejos de ódio sendo jogados em direção dos pobres carteiros que tinham a difícil missão de entregar algo próximo a 20 milhões de cópias vendidos na primeira semana do lançamento do jogo, finalmente as pessoas tiveram acesso ao GTA V.

Antes que as pessoas achem que sou mais um dos fãs da série GTA, sinto muito lhe informar que prefiro Saints Row. Agora que invoquei a fúria de todos os meus leitores, ou pelo menos de boa parte dos que vão um dia ler isso, vamos ao resumo.

GTA V ou Grant Thief Auto 5, há muito tempo deixou de ser um jogo clássico de tráfico de carros e passou a ser um Sand Box de altíssima qualidade. O último jogo da série demorou cinco anos para ficar pronto, e míseros 260 milhões de dólares, para quem não tem noção do que isso representa, se ele fosse um filme, seria o segundo filme mais caro da história do cinema, somente perdendo para Piratas do Caribe 3, que custou aproximadamente 300 milhões, mas para a felicidade da RockStar, produtora do jogo, essa marca foi rapidamente batida, rendendo entorno de 1 bilhão de dólares na primeira semana. Isso resume a história de como um jogo provou que o mercado de cinema está se tornando cada vez menos significativo para o ramo de entretenimento.

A análise do jogo é um pouco complexa por minha parte, devo dizer que meu coração diz para não dar uma nota 10, mas meu ponto de avaliação sobre um jogo é a capacidade de ele marcar na minha memória. A nota do jogo é 9.0, agora o porquê 9 e não 10, vou ser direto e claro sobre isso, GTA V é um jogo que não muda em sua essência faz um bom tempo. O jogo continua sendo um sand box para você fazer o que quiser na hora que quiser, até você chegar a 4 ou 5 estrelas e ser morto como um inseto.

Agora vamos aos pontos positivos e médios. Os gráficos melhoraram de forma considerável se comparados com o GTA anterior, agora as cidades estão gigantes e vivas, você pode encontrar pessoas andando e conversando por todo o cenário sem o menor problema, mas ainda assim é complexo quando vai realizar missões, pois por diversas vezes você perde muito tempo andando de um lado para outro da cidade, isso pode ser bom também, pois o jogador é obrigado a ver os lindos cenários renderizados um usa cidade semelhante a Los Angelis.

A jogabilidade em seu core não mudou, apenas alguns ajustes na questão da direção dos carros e do modo de tiro, mas duas grandes adições no jogo foi a troca em tempo real dos personagens e o uso do celular como uma ferramenta real de interação do jogo, pois agora você recebe e-mails de missões e outras informações sobre o jogo, assim como compartilhar fotos.

As músicas como sempre tem um ótima qualidade, por mais que elas não são bem encaixadas no jogo em si, tirando por algumas cenas onde os personagens estão interagindo, normalmente, no carro.

A história foi uma das grandes melhoras, agora você vê a história de três personagens distintos em uma mesma cidade, mostrando as diversas faces de Los Santos, entretanto, uma coisa fraca nela é que as relações se desenvolvem de forma muito fluida e simples do que na vida real, os problemas dos personagens são muito fáceis de se resolver ou de se abafar, tirando por pontos na história de Michel, um dos personagens.

Por fim, o modulo online foi lançado alguns dias atrás, com alguns problemas e atrasos, mas de forma geral parece estar bem popular devido a extensa possibilidade de interação entre os personagens, mas alguns rumores ainda avançam sobre a questão da possível presença de DLCs no futuro para obter dinheiro no jogo.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.