Review – Firewatch

Firewatch é um jogo de Adventure, criado pela Campo Santo, e publicado pela Panic, disponível para Windows, OS X, Linux e PS4. Ele foi lançado em fevereiro de 2016.

História: 10
Jogabilidade: 10
Gráficos/Estilo: 10
Soundtrack/Habientalização: 9
Outros: 9
Nota final: 9.6

“Esse artigo pode conter informações sobre a história e detalhes do jogo que podem alterar a experiência do mesmo, caso não queria esse risco não prossiga”

Firewatch lançou já há algum tempo, e até certo ponto foi interessante esse hiato entre o lançamento e o review.
Notei que muitos jogadores desse jogo tiveram a mesma impressão que eu tive, o jogo é ótimo, mas ele é curto. Não que isso seja um problema, eu mesmo defendi o caso de jogos curtos em outros casos, mas talvez esse jogo poderia ter tido a história mais bem trabalhada.

Os gráficos e ambientalização são bem compatíveis com a proposta do jogo, considerando a estética cartunizada do mesmo. Os sons foram muito bem gravados e batem com os cenários encontrados.

A história do Firewatch é a história de um homem que arranja um tranquilo trabalho na floresta após várias ocorrências na sua vida. Ao longo do jogo, o personagem apenas interage com sua colega pelo pequeno rádio.

Não vou comentar muito mais sobre o jogo, pois senão vou acabar por dar spoilers sobre a história que não é muito longa. Entretanto, o jogo é pode ser considerado como uma experiência de como cenários sem nada (pessoas, prédios, animais e etc) podem ser relaxantes, ao mesmo tempo que são preocupantes. O jogo é dividido em dias, e algumas pequenas ações do seu personagem mudam de forma delicada o jogo, mas não o rumo de forma geral.

Gostaria de ter mais coisas para falar sobre o jogo, mas ele é tão baseado na ideia da experiência, que é complicado falar mais sobre isso sem estragar um pouco o jogo. Mesmo sendo um jogo curto (2~3h), ele é um ótimo jogo para se jogar várias vezes, e talvez pensar se realmente quer fazer aquela ação da mesma forma que a anterior, ver como o jogo muda se voce pegar ou não uma garrafa de whisky muda o jogo. Espero que gostem do jogo tanto quanto eu gostei, e se possível jogem mais de uma vez.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.