Review – Evoland

Hoje temos um review de um jogo menor e bem leve, ele tem entorno de 80 mb como peso total, mesmo assim é um ótimo jogo para perder algumas horas jogando e descobrindo como o jogo pode evoluir. Esse review vai ser diferente dos outros, não vou falar muitos dados técnicos ou história porque esse jogo é baseado na evolução do mesmo, então os detalhes vão ser poucos e rápidos.

O foco principal do jogo, não é ter uma história elaborada ou um jogabilidade exclusiva e inovador – em ambos os casos posso afirmar que há uma certa falta de “qualidade” – o foco do jogo está na evolução do mesmo, pois ele passa dos antigos jogos de gameboy, com sua tela preto e branco e personagens altamente pixelados até um gráfico comparável com o do final do game cube ou playstation 1.
Fora isso, o jogo possuí várias referências a jogos que foram parte da vida de muitos gamers, como por exemplo, jogos como zelda e final fantasy. Pessoalmente, eu imagino que tenha mais referência a outros jogos, mas não me recordei ao jogar. Provavelmente, deve-se a uma falha de memória minha ou a falta de impacto desses outros jogos na minha infância.

Sobre a evolução do jogo em si, temos alterações de todos os aspectos do jogo, passando do combate por turnos para o modo de combate em tempo real. Isso é bom no sentido de lembrar os vários tipos de jogabilidade que existem, mas ao mesmo tempo atrapalha, pois você nunca sabe qual jogabilidade será a que você estará usando na tela.
Os gráficos finais são semelhantes ao que você encontra no final da era do Playstation 1 e Game Cubo, sendo bem semelhante ao do Zelda – Ocarina of Time. Por isso, posso garantir que se bonequinho provavelmente não vá melhorar muito além aqueles gráficos quadrados – Até não é tão ruim pensando que o jogo é leve -.
A música não evolui para muito além das músicas classicas de 16 bits. E também não se encontra uma trilha sonóra tão extensa ou de alta qualidade.

No geral, Evoland é um bom jogo para se perder algumas horas – umas 5 horas – jogando e procurando os itens perdidos pelo mapa, ou talvez jogando o joguinho de cartas, mas não vai muito além disso, provavelmente é um daqueles jogos que você depois de terminar vai encostar em alguma prateleira e olhar somente quando você quiser relembrar como era a jogabilidade no passado. Toda via, o que mais impacta o jogo é a falta de qualidade de algumas caracteristicas, o que afeta na jogabilidade final.

Nome: Evoland
Onde comprar: Steam, Gag.com e Site.
Preço (Na época do post): R$ 17,89
Studio: Shiro Games
Plataforma: PC
Nota: 7.5/10.0

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.