Review: Bravely Default

Queria fazer um artigo composto sobre esse jogo, mas como estou demorando muito tempo para terminar da forma que deve ser terminada de acordo com a minha ideia. Decidi adiantar o review geral do jogo depois de completar um pouco mais de 50 horas de jogo.

Esse é um título antigo, mas com uma cara nova.

No final, nada é o que parece. E vai depender da sua dedicação.

Depois desse jogo, a Navi do Ocarina of Time é suportável.

Entre escolher um grind gigantesco ou seguir reto, escolha por seguir reto.

Nos próximos parágrafos vou explicar cada uma das citações que ocorreram acima. Elas podem não agradar as pessoas, mas é a visão que eu tive quando eu estava jogando.

Bravely Default é um jogo com mecânicas antigas e novas, temos um sistema de classes, experiência e dinheiro no qual várias pessoas das antigas vão reconhecer. Ao mesmo tempo, ele trás mecânicas únicas como a construção da cidade e o sistema de Brave/Default.
Com isso, ele consegue alcançar os corações dos jogadores de RPG, aqueles que se sentiram abandonados ou frustrado com a alteração do mercado para uma coisa mais dinâmica, e trazer uma pequena esperança para que suas infância retorne a sua era de ouro. Exitem mecânicas novas e diferentes das tradicionais, entretanto, o core da mecânica antiga está toda lá, então pegue sua mala e vamos embarcar na história desse jogo.

A história é a de sempre alguém selou os cristáis que estão espalhados pelo mundo, e você com seu time tem que ir em cada um deles os salvar de serem comidos pelas trevas.
O principal tem sua cidade destruída por um poder misterioso  e agora ele está na cidade principal se recuperando.
Temos uma traidora que não sabia como seu grupo trabalhava.
E por final, um cara que tem um livro mágico que sabe do futuro, mas não tem memórias sobre o passado. Esqueci de comentar, há também a fada do cristal que é bonitinha, mas espero que depois de um tempo, você assim como eu queira eliminar ela do jogo.

O jogo tem uma coisa que eu pessoalmente me irrito muito. Finais alternativos sem motivação real. Na real, ele só possuí dois finais. Um no qual você enfrenta o boss e acabada tudo e no outro que você descobre que o boss final, não era o boss final e esse de agora é. Não vou entrar em detalhes da história, mas eu pessoalmente fiquei com pena de como os meus inimigos estavam de certa forma certos no começo do jogo, e a Agnes errada.

Para os jogadores antigos, principalmente de nintendo, a expressão “Hey listen, Hey” é uma das coisas mais irritantes já inventadas na história dos videogames. Eu também achava até conhecer a Anry. Assim como a Navi, ela é uma fada com a missão de lhe guiar pelo mundo, mas a Navi não tinha muita personalidade, então ela fazia seu papel de dar dicas e opiniões de acordo com a necessidade do jogo. Entretanto, a Anry é o exemplo perfeito de Assist irritante, ela leva tão a sério a missão dela de te guiar que as vezes tenta impedir que uma cidade em guerra seja auxiliada pelo herói porque está fora do escopo da viagem. É tipo aquela tia chata que enquanto você viaja para europa não quer que você pare na lojinha para comprar presentes, mesmo que isso não afete em nada a viagem.

Esse jogo tem sérios problemas na nivelação de dificuldade, ele é muito mais um jogo de estratégia do que realmente um jogo de RPG, onde matar dezenas de milhares de monstros vai ajudar em algo no jogo. Provavelmente, usando as táticas corretas, você possa zerar o jogo pelo lv 50 sem maiores problemas. Falo por experiência própria, devo ter mais de 40 horas de grind que só serviram para ganhar dinheiro, pois nem as classes eu uso direito dependo do caso.

Bom, se você não precisa fazer grind como então irá passar dos chefes e dos monstros. Estou preparando uma série de dicas, talvez eu faça um pouco mais detalhado para tentar passar o que eu aprendi enfrentando cada chefão. Entretanto, posso garantir que cada um tem uma forma de se enfrentar que é mais eficiente, mas em alguns casos pode exigir que a vila esteja quase ou totalmente restaurada.

Essa é minha impressão sobre o jogo pessoal, talvez eu ainda edite isso aqui para incluir algumas imagens, todo caso esse fica por aqui. Bravely Default é um ótimo jogo para você que sentia falta de um rpg mais tradicional, mas assim como eles reserve pelo menos umas 100h da sua vida para pegar tudo certinho e checar se não esqueceu um item pelo caminho ou de pegar alguma job que falta.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.