Review – Assassin Creed 3

         Vamos lá, devo dizer antes de mais nada, sou um grande fã da série Assassin Creed. Então, esse review pode ser tendencioso, de qualquer forma, vamos lá.
Assassin Creed é uma série desenvolvida pela Ubisoft, e esse é o terceiro jogo direto na série, temos outros jogos secundários como Brotherhood e o Revelations, atualmente são 10 títulos e mais um saindo agora no final do ano.
A série tem como característica um jogo de mundo aberto com várias missões extras que tem mais haver com o mundo do que com a história principal. Entretanto, o interessante do jogo em si é a quantidade de esforço no qual os desenvolvedores colocaram para manter o conteúdo histórico vasto e preciso, mesmo com a inserção dos personagem na descrição.
Como sempre, esse artigo pode possuir spollers, então caso não queria saber detalhes do jogo não leia.

         Como primeiro tema temos a história, para as pessoas que jogam a série inteira como eu devem ter agradecido por finalmente algumas coisas terem sido esclarecida. De qualquer forma, ainda ficaram algumas coisas para trás e esperamos que seja resolvido no próximo jogo.
O que me preocupou nesse jogo foi que a história ficou muito longa, e com coisas mau explicadas sobre a própria história do jogo, como por exemplo, existe uma mistura entre templários e assassinos que faz você pensar que eles não são tão ruins, eles tem as motivações deles e você as suas, o que realmente complica a esquemática de como os jogadores veem os personagens, principalmente quando você nota que os templários são bem mais legais e organizados que os assassinos.

         A jogabilidade em alguns sentidos melhorou, como por exemplo, a questão dos manuscritos e de poder escalar árvores. Entretanto, para mim houveram algumas coisas na qual houve retrocesso comparado com o jogo anterior, como as missões e o sistema de luta, está bem mais complexo e difícil, algumas digo que não são razoáveis para as pessoas que jogam de forma casual. Um exemplo é o contra-ataque, ele era uma das formas mais fáceis se realizar durante as batalhas, agora parece algo muito difícil.
Outro sistema que me deixou feliz e triste foi a questão da caçada, pois facilita ganhar dinheiro, mas escapar dos animais apertando botões… eu sou contra isso apenas.

         A questão da ambientação foi melhorada para você poder interagir melhor com os personagens da cidade, mas ao mesmo tempo, com a inserção das árvores no ambiente houve uma piora na questão da movimentação entre os locais, realmente houve umas escaladas que parecem impossíveis se você não persistir.

         Os inimigos se tornaram mais inteligentes na questão de movimentação, mas em ataque e uso de armas não houve uma melhora. Eles continuam ridículos de se enfrentar depois de você pega o jeito, não mais com contra ataque, mas usando a adaga e corda.

         Conclusão sobre o jogo, houveram melhores e pioras, mas no geral o jogo se permaneceu da mesma forma. Entretanto, talvez ele seja pouco incentivador como o Assassin Creed 2 foi para a população que joga de forma casual, mas quem é hardcore gamer, vai ter várias horas para platinar o jogo.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.