Neverwinter – MMO Free

Como eu não tenha muitas notícias para trazer para vocês todos os dias, afinal isso é um trabalho de coleta que muitos outros sites fazem muito melhor que eu. Então, vou trazer minha opinião sobre um jogo que acabou de entrar em “OPEN BETA”. O “neverwinter” é um jogo produzido pela mesma empresa que criou o perfect world, para quem estiver interessado antes mesmo de ouvir o que eu tenho a dizer ai vai o site – http://nw.perfectworld.com/ – agora vamos ao o que importa.

“Neverwinter” é um MMORPG Free to play que tem como base o RPG de mesa Dungeons & Dragons, para as pessoas que já ficaram animadas com as infinitas possibilidades de profissões que o jogo pode ter, devo decepcioná-los e dizer que infelizmente por enquanto não há todas as classes que o RPG de mesa possuí. Entretanto, o sistema que foi implementando para levar em conta a questão na qual o sistema do D&D não possuí várias skills para serem chamadas ao mesmo tempo foi interessante, pois aparentemente o jogo só possuí 4 espaços para técnicas sendo que os botões do mouse ficam travados nos ataques básicos.

Os gráficos das animações – tirando a abertura –  seguem o padrão dos gráficos do jogo permitindo que o usuário não sinta tanta diferença das animações para o jogo em si. Os gráficos dele por mais que o jogo tenha uma grande empresa por trás ficaram bem a desejar, os personagens são poucos detalhados para os padrões dos jogos de hoje em dia. Entretanto, em compensação a interface do jogo é bem simples e eficiente para passar as informações sobre o que temos que fazer na missão, em grande parte o sistema de ajuda desenvolvido pela produtora é bem agradável para jogadores casuais, pois ele auxilia a ele não se perder onde pegar os itens de quest, mas ao mesmo tempo para os players mais experientes se torna pouco desafiador.

O sistema de evolução é semelhante aos demais MMO’s, você mata inimigos e ganha XP. Toda via, o sistema proposto de evolução é um pouco complexo para os players de MMO que estão acostumados com uma pontuação fixa ou você distribuindo. O sistema de pontos evolui com regras semelhantes ao do D&D, somente em alguns poucos níveis você evolui seus status principais realmente, nos demais caso o jogador depende dos itens que ele vai pegar durante a aventura  e etc. O que pode tornar o jogo pouco incentivador de evoluir, pois ao você passar dos inimigos você não sente uma mudança considerável de dano a curto prazo. E as skills são bem limitadas e evoluem pouco, então torna o jogo bem complexo, pois é necessário pensar bem sua build antes de começar a fazer ela.

A história do Neverwinter é bem simples, você é uma pessoa de uma das diversas cidades, e por algum motivo a cidade principal – Neverwinter – está tendo uma série de problemas devido a ataques de mortos vivos, facções criminosas e várias outras atividades no mínimo estranhas. Você acorda depois de um acidente de barco e se vê obrigado a ajudar os soldados da cidade para poder sobreviver e entrar na cidade. Uma das coisas que eu senti falta na questão da história é a taverna, pois todo bom RPG de mesa começa em uma Taverna certo?

Concluindo, é um jogo interessante para quem joga ou jogou RPG de mesa alguma vez na vida, pois você vai lembrar de algumas mecanicas desenvolvidas durante as suas campanhas assim como os inimigos absurdos que você acaba por enfrentar com os motivos mais toscos possíveis. Vamos ver, se esse rpg será um sucesso ou será somente mais um dentre muitos.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.