Talk to Talk – Venda da Mojang para Microsoft

Não vou me prolongar muito nessa história devido a mesma já ter ido longe. Entretanto, é um fato que nossa amiga Microsoft vai adquirir a Mojang, criadora do Microsoft, por 2.5 Bilhões de Dólares. Para as pessoas que acham que esse valor é absurdo por ser uma empresa de apenas um jogo, entendam que querendo ou não, minecraft é um jogo que vendeu mais de 150 milhões de cópia ao longo de 6 anos. É um grande sucesso, e apenas seu nome tem um valor significativo no mercado de jogos. Afinal, ele modelou todo um estilo de jogo survive.

Vamos contar um pouco da história que eu sei do Minecraft, pode estar errado. Minecraft surgiu em 2009 quando o Notch postou em um dos fóruns seu joguinho de sobrevivência para nós jogarmos. Como era um beta, e ele tinha feito por diversão, ele deixou de graça com um botão de donate para nós o ajudarmos. Então, ele saiu para viajar com seus pais, pois era junho/julho, começo das férias de verão das escolas da Europa. Não se esqueça que ele é Sueco.
Quando ele voltou das férias, ele notou que a conta do paypal dele estava meio gordinha. Pelo o que me recordo ele tinha juntado algo próximo há 100 mil dolares em donate. Não sei dizer quantas pessoas doaram, ou se o valor é real, foi o que foi dito pelo Notch em uma das entrevistas.

Com esse dinheiro, ele pode criar a Mojang, ela nunca foi uma empresa grande ou com grandes títulos, mas como nós da comunidade de jogos estava meio cansada dos títulos AAA que estavam lançando na época, e o Youtube estava começando a sua ascensão como plataforma de compartilhamento de conteúdo, foi uma mistura única para o crescimento desse jogo, pois o minecraft através dos mods davam uma liberdade infinita para os Youtubers e player para criar missões e quests infinitas e diversificadas. Com isso, muitos youtubers de jogos cresceram e o jogo cresceu com eles.

O crescimento do Minecraft foi devido há esse encontro de situações, talvez se Notch tivesse lançado esse jogo ano passado, ele não seria nem 1/10 do que ele é hoje.
Obviamente, eu não devo desprezar esse jogo, ele é bom, e te dá uma liberdade gigante para o jogador. Devo dizer que eu comprei o Minecraft num passado distante. Joguei algumas dezenas, talvez centenas, de horas, mas nos últimos tempos não ando nem vendo o que há de novo nele.
Talvez eu tenha envelhecido e enjoado da ideia de liberdade, mas devo dizer que por vezes eu olho e vejo, nossa agora tem um coelho, parece legal. E quando eu entro naquele mundo vazio novamente, o mesmo não me segura mais de alguns minutos antes de eu começar a ler alguma outra coisa.
Posso ter cansado da ideia de criar meu próprio mundo. Toda via, a existência da pessoa que joga solo, no minecraft, é muito apocalíptica, pois não existe ninguém para você compartilhar tudo aquilo que você fez ou quer fazer. Afinal, você é o único humano vivo lá.

Acredito que já tenha me prolongado muito no texto, mas Notch decidiu sair do projeto Minecraft, e aceitou uma oferta em dinheiro da Microsoft. Não é o fim do mundo, nem o jogo vai acabar, no pior dos casos algumas coisas vão sair primeiro para Xbox One e para PC, mas nada que mude o modo que as pessoas jogam atualmente. Qualquer coisa é só você usar uma versão antiga, e não, as pós-microsoft.
O ponto positivo, é que algumas regras do jogo mudam, como as políticas de poder ou não criar servidores com fins financeiros, questões como oculosrift e outras coisas que podem vir a ser positivas para a comunidade. Afinal, Notch não era muito amigável sobre a questão de usarem algumas coisas do seu jogo, vamos esperar para ver, e torcer para nada mudar.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.