Review – Mad Max

Já que eu sou incapaz de passar do “It’s a Hideo Kojima” no review de Metal Gear. 

Mad Max é um jogo Open World baseado no filme de mesmo título lançado em 2015, e que lembrou as pessoas o porque gostamos tanto de explosões sequenciais e de doidos com guitarras que soltam fogo. Produzido pela “Avalanche Studios” e publicado pela “Warner Bros Studios”, foi classificado como um jogo de “Acção-aventura, combate com veículos”. O jogo se passa em uma mundo pós-apocalíptico, onde a luta por água e combustível se tornaram um problema diário e constante. Para sobreviver a esse novo mundo desértico e violento, o jogador tem que lutar contra bandidos, comer comida de cachorro, construir carros e explodir muitas, mais muitas coisas.

Esse incrível jogo ganhou a nota 8.5/10.

Esse artigo pode conter spoiler e detalhes do jogo que podem alterar a experiência do jogo, caso tenha problemas com isso por favor não continue a leitura.

Mad Max é um título antigo que eu considero uma coletânea de histórias, então não é possível dizer que o jogo não segue a mesma ideia. O jogo não te coloca no meio de uma história, ou no início de uma já existente. O jogo é uma coletânea de histórias, obviamente que existe uma certa linha histórica para permitir que você ganhe acesso a novas partes e carros.

Um dos melhores pontos do Mad Max é um jogo muito livre, você pode construir vários tipos de carros para vários tipos de situações, obviamente não de começo, devido as peças serem liberadas lentamente ao longo do jogo. E para isso você vai precisar coletar sucata que felizmente é abundante em vários pontos do mapa, mas infelizmente não em quantidade. Normalmente, o jogador vai encontra uma pequena quantidade de sucata espalhada em dezenas de pontos do mapa.

Outro ponto interessante do jogo é possuir duas jogabilidades distintas, uma dentro do carro e outra fora do mesmo. Enquanto dentro do carro, sua missão é fugir e destruir todos os carros inimigos que aparecerem pelo caminho; fora dele sua missão é fazer todo tipo de coleta para tentar atualizar seu carro e sobreviver.

Obviamente o jogo possuí alguns problemas como qualquer outro jogo. O sistema de luta mesmo não sendo ruim, é monótono. E por vezes me vi travado no meio do deserto dentro que procurar sucata para obter uma atualização X que era necessário para uma missão Y.

Além disso, o jogo dá pouca profundidade para a grande gama de personagens que você é apresentado ao longo do jogo, muitas vendo alguns dele apenas 1 ou 2 vezes em todo jogo. Isso pode ser um problema clássico do fato de Mad Max não ter personagens muito fixos fora o principal.

Ele é um bom jogo para quem gosta de grandes aventuras que você pode andar infinitamente sem achar um destino mais certo, mas para quem gosta de uma boa história bem explicada esse jogo pode ser bem ruim.

Mad Max 1 Mad Max 2

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.