Preview: Soul Sacrifice, novo jogo do criador de Megaman

Jogo exclusivo para PS Vita, em desenvolvimento pelo Japan Studio (desenvolvedora da série Patapon) com direção de Kenji Inafune, Soul Sacrifice é um jogo que traz uma nova visão para um sistema bastante antigo do mundo dos games: Os pontos usados para conjurar magias são substítuidos por sacrifícios que o jogador deve realizar. Quanto maior o sacrifício, mais poderosa será a magia. É nessa estrutura de gameplay que se baseia toda a experiência que os criadores do jogo querem passar: A experiência de pensar sobre as escolhas feitas na vida.

A demo exposta no Tokyo Game Show possuía apenas um mapa, cujo objetivo era derrotar todos os monstros, com apenas o modo multiplayer do game disponível. O jogo também possui uma campanha single player, que contará com uma trama paralela a ser contada de modo bastante peculiar. O modo multiplayer permite até quatro jogadores lutando contra as hordas de monstros, onde cada monstro ao ser derrotado pelos jogadores pode ser salvo, curando-os e melhorando a armadura de cada um, ou sacrificado, recarregando os pontos de oferenda e aumentando o dano das magias. Essas duas opções também são aplicadas aos chefes, mas estes dão bônus diferentes dos monstros comuns.

Cada monstro possui uma história de background, que é contada no decorrer da luta contra o monstro por meio de lamentações e choros de agonia e de dor; As emoções negativas alimentadas pelos monstros em suas vidas passadas amaldiçoaram-os, transformando-os no que são agora. No jogo completo tais lamentações entrelar-se-ão, revelando uma história. A escolha se o chefe derrotado deve ser sacrificado é feita por voto, ou seja, a opção com mais votantes é a executada.

Entre as diferentes magias do jogo existirem algumas que exigem do jogador o sacrifício de um membro do corpo; uma grande parte de sua vida, juntamente com algumas reduções em seus atributos; e aquelas executadas ao sacrificar um dos jogadores aliados após o mesmo morrer. Isso mesmo: Os jogadores podem escolher entre salvar os companheiros caídos (dando-os metade dos seus pontos de vida) ou sacrificá-los, conjurando uma magia devastadora, matando permanentemente o jogador sacrificado e transformando-o num fantasma, que pode ajudar reduzindo os atributos dos monstros ou simplesmente manter-se inerte a situação, como forma de vingar-se dos seus companheiros.

Alie isso a tudo a uma vasta lista de magias, que podem ser cada uma anexada a três botões do Vita, um sistema de dodge e um visual realmente sombrio, você tem um jogo promissor, tanto em experiência single player quanto em experiência multiplayer: Não é todo dia que se pode sacanear os amigos numa partida cooperativa.

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.